ABRE PRÉ VENDA DO LIVRO LUTE COMO UMA GORDA

No mês de Visibilidade à Luta Antigordofobia, a filósofa feminista Malu Jimenez, em parceria com a casa editorial Philos, lança a obra lute como uma gorda, que denuncia a patologização dos corpos gordos femininos O livro lute como uma gorda propõe desvendar o universo gordo na contemporaneidade, delatando como esses corpos são concebidos institucionalmente e como essas mulheres gordas se autopercebem, aceitam ou resistem à gordofobia.  “Quando um corpo não

Pode um corpo Gordo ser Anticapitalista?

A Tenda de Livros fará sua primeira transmissão ao vivo e será com tradução. Convidei ativistas e artistas gordas anticapitalistas do Brasil, Chile, Argentina e México para falarem de suas pesquisas sobre corpo gordo. Artistas, filósofas, escritoras, pesquisadoras decoloniais e ativistas de movimentos sociais anarquistas, feministas, antiespecista, LGBTTTQ+ e negro de diversas gerações compõem a roda de conversa. A ideia é trazer vários olhares sobre o corpo gordo sob uma

O QUE ESTÁ POR TRÁS DO DISCURSO DA OBESIDADE DO DR. DRAUZIO VARELLA NO FANTÁSTICO?

Ontem em cadeia nacional, na rede globo em um programa com grande audiência aos domingos, o Dr. Drauzio Varella atacou fortemente as pessoas gordas como grupo de risco na contaminação do covid19, em um contexto de pandemia mundial, onde milhões de pessoas estão morrendo todos os dias com diversas características. A pandemia do coronavírus veio definitivamente para mostrar quem são os verdadeiros “grupo de risco” em qualquer pandemia, desastre, ou

vamos falar de gordocentricidade?

por Jéssica Balbino*  tá. mas o que é isso? esse neologismo que tem como premissa uma forma de ver e analisar o mundo tendo a perspectiva de pessoas gordas como o centro. é, basicamente, sobre acolhimento, partilha e ausência de culpa. e por que isso?  vamos lá! quanto você aguenta ou aguentaria de violência em nome da boa convivência, de um trabalho, de um emprego, de um relacionamento, de uma

"Corpos Dissidentes: literatura, voz,  rua e movimento" é tema de curso online

Curso online tem vagas limitadas e e início em fevereiro  Foi vivendo a vida toda em um corpo gordo que descobri como fazer isso na prática e comecei a pesquisar sobre corpos dissidentes. Nestas pesquisas, me surgiram as questões: O quanto nosso corpo é responsável pela nossa história? Como nossos movimentos e nosso corpo influenciam na nossa prática de escrita? Como esses corpos encontram a própria voz, seja nas ruas,

toda pessoa gorda é doente, certo?

não. errado. mentira. nem toda pessoa gorda é doente assim como nem toda pessoa magra é saudável. um dos mitos mais perversos é o da saúde, que permite justificar toda e qualquer forma de discriminação e violência contra a pessoa gorda em nome de um bem-estar coletivo e imaginário. vamos lá. eu sou uma mulher gorda. segundo o IMC, eu me encaixo na categoria de obesidade mórbida. e não existe

10 livros que combatem a gordofobia para ler imediatamente

Antes de começar a lista, quero propor um exercício. Pare e pense: quantas personagens gordas, protagonistas e com vidas interessantes e/ou invejáveis você já encontrou em livros? Pra mudar isso, fizemos esta lista com 10 livros que se você ainda não leu, vai querer ler imediatamente. Eles foram escritos por mulheres gordas, ou por mulheres que pesquisam e falam sobre corpo, alimentação e resistência. 1. A Gorda, de Isabela Figueiredo