Com ‘Um Exu em Nova York’, Cidinha da Silva ganha prêmio Biblioteca Nacional 2019

Com 'Um Exu em Nova York', Cidinha da Silva ganha prêmio Biblioteca Nacional 2019

Com o livro de contos “Um Exu em Nova York, a escritora mineira Cidinha da Silva venceu o Prêmio Biblioteca Nacional 2019. O resultado foi divulgado pela Fundação Biblioteca Nacional na noite de quinta-feira (10) e a autora que tem a obra publicada pela editora Pallas levou o segundo lugar na categoria contos.

Chamado pela autora de livro dínamo, a obra passa por vários lugares e tempos, buscando construir mundos e conexões entre estes universos, sempre orientada pela perspectiva das africanidades através da diáspora. Com simbolismos, a autora passeia pelo cotidiano e expõe, sobretudo, questões ligadas a população negra e LGBTQIA+, além de desmistificar estereótipos pré-concebidos também acerca das religiões de matriz africana, oferecendo ao leitor novas perspectivas sobre a figura dos orixás, atravessando o mundo contemporâneo, seja no Brasil ou em Nova York.

Ao Margens, a escritora fala da importância do prêmio.

“Sou uma autora que considera os prêmios literários uma coisa importante, por isso me inscrevo e também solicito às editoras que o façam. Um prêmio é um referendo dos pares, um copo de água fresca depois de um dia exaustivo de trabalho. Estou bebendo minha aguinha e me refrescando pra ganhar fôlego continuar fazendo o caminho.”

sobre a autora

Cidinha da Silva é mineira de Belo Horizonte, formada em história, foi presidente do Geledés – Instituto da Mulher Negra e publicou as obras “Cada Tridente em seu lugar”, “Você me deixe, viu? Eu vou bater meu tambor”, “Sobre-viventes”,  “Oh margem! Reinventa os rios”, “Racismo no Brasil e afetos correlatos”, “Baú de miudezeas, sol e chuva”, “Parem de nos matar” e “Exú em Nova York”,  sendo que algumas delas foi pela editora Kuanza, do mesmo instituto que fundou e preside. Cidinha organizou também a coletânea Africanidades e relações raciais. É também autora dos infanto-juvenis “Os nove pentes d´África”, “Mar de Manu” e “Kuami”, além do de poesias “Canções de amor e dengo”.

Conheça o livro “Um Exu em Nova York”  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *