Em “Tarja Preta”, Cecília Garcia Marcon traz diário sobre a vida com depressão

Autora lança o livro no próximo sábado (4) na Livraria Leitura, no shopping Dom Pedro, em Campinas, SP

Ocorre neste sábado (24) o lançamento do livro “Tarja Preta”, que marca a estreia de Cecília Garcia Marcon. A obra sai pela editora Nocaute e traz um  diário pessoal de sobrevivência da depressão, em que a autora narra passagens de sua vida cotidiana, as dificuldades e os preconceitos sofridos por ser portadora da doença mais incapacitante do mundo. Conforme dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), a depressão já atinge pelo menos 4% da população global e tem aumentado significativamente, com maior ocorrência entre as mulheres.

“Comecei a escrever como uma sugestão terapêutica de organização mental”, conta Cecília, dizendo que a princípio não pretendia publicar em formato de livro, mas que, conversando com outras pessoas que também tem depressão, viu uma necessidade de mostrar às pessoas todas as dificuldades de quem vive a depressão.

“Eu acho que existe ainda um tabu muito em torno do silêncio e a minha ideia era estimular o debate mesmo”, diz ela sobre o processo de externalizar a vivência da depressão.

Assim como em “O demônio do meio-dia: uma anatomia da depressão”, de Andrew Solomon, ela pretende falar sobre o que não é falado e tirar o romantismo que ronda a doença.

Serviço – O lançamento do livro contará com um bate-papo com a autora, seguida de sessão de autógrafos, na Livraria Leitura, do Shopping Dom Pedro, em Campinas, no dia 24 de março, a partir das 15h.

Giovanna Romaro

Giovanna Romaro, nascida em Atibaia-SP, é escritora e fotógrafa. Filha de escritora e artista gráfico, traz como influência e inspirações esses dois eixos artísticos em sua produção pessoal. Escreve poemas, crônicas e ficção desde os onze anos de idade, passando a dedicar-se à escrita profissional ao longo da vida adulta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *