Pretas Panteras: Débora Garcia estreia como MC com clipe feminista e negro

Poetisa lançou o clipe “Pretas Panteras” gravado em São Paulo com participação de Luana Hansen e Sarau das Pretas 

Com versos potentes e contexto histórico, a poetisa Débora Garcia lançou, no último dia 25 de julho, o clipe “Pretas Panteras”, gravado na Brasilândia, em São Paulo (SP), onde ela reside. Este é o primeiro trabalho dela no rap, como MC.

Débora Garcia gravou o clipe na Brasilândia (foto: Elaine Campos)

Na canção, que tem quatro minutos, Débora Garcia, até então conhecida pelo trabalho poético, com o livro “Coroações – aurora de poemas” e também à frente do coletivo Sarau das Pretas, bem como apresentadora do Sarau dos Refugiados, aparece rimando sobre a base produzida por Índigo Music – Tico Pró e Mike.

O material audiovisual regasta o clima dos primórdios da cultura hip-hop, congregando os quatro elementos – MC, Dj, graffiti e dança  – além do conhecimento, em uma obra simples, direta e singular.  A letra, em partes autobiográfica, refletem a vida da própria poetisa, que é graduada, defende o que vive e celebra a própria ancestralidade negra, além da união entre outras mulheres pretas da selva de concreto que é São Paulo.

Pedindo por respeito pela própria cor, história e gênero, Débora Garcia marca o espaço e reforça: sem ‘mimimi’ de macho. Ela pode ser o que quiser e sonhar e o vídeo é a prova disso.

O clipe, assim como a música, é uma reverência à data, em que comemora-se o Dia da Mulher Afro-Latino-Americana e Caribenha e também o dia da líder quilombola Tereza de Benguela. Além disso, o material audiovisual também presta homenagem ao Partido Panteras Negras, em especial à ativista negra Angela Davis, cuja contribuição é de suma importância, principalmente no que se refere à produção de referencial teórico sobre o feminismo negro.

A obra reúne em seu elenco e produção, artistas negras (os) que são referência no cenário cultural periférico da cidade de São Paulo. Participam do elenco Elizandra Souza, Thata Alves, Jô Freitas (Sarau das Pretas), Andréia Rosa e Deusa Poetisa (Poetas), Marisa Sooul e Pamela Rosa (Graffiti/Abayomi Ateliê), Cris Laddybrown (DJ), Luana Hansen (MC), Larissa Rocha e Letícia Rocha (Bgirs).  A canção traz também uma rima de Luana Hansen, que é Dj e MC e trabalha com mulheres.

Serviço – Acompanhe o canal da artista no Youtube 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s