ponderações sobre o slam resistência e algo mais por Luiza Romão* talvez hoje, em são paulo, a literatura (através dos slams e saraus) seja um dos movimentos capazes de agregar e mobilizar mais pessoas. estamos nos bares, nas praças, nos terminais e nos trens, nas quebras e nos centros, nas noites e nos amanhãs, com versos engajados, ácidos, sem papas nas línguas. atacamos o status quo, as desigualdades de gênero,

Para abrir o calendário da competição de poesia falada deste ano, Slam da Guilhermina realiza edição no Sesc Belenzinho e em praça anexa ao metrô Com quase 50 apresentações no currículo somente no último ano, o Slam da Guilhermina abre o calendário de 2017 com uma competição de poesia falada no Sesc Belenzinho na próxima quarta-feira (15) e na sexta-feira (17) realiza a primeira edição do ano, em praça pública,