20 violências gordofóbicas-  uma pra cada quilo ‘a mais’  - que a Cleo nunca sofreu

Mas eu e outras mulheres gordas sofremos diariamente, durante toda nossa vida   De quantas pessoas ‘preocupadas com a sua saúde’ a Cleo desviou esta semana? Quantas vezes, essa semana, a Cleo foi demitida porque o chefe dela decidiu que queria contratar alguém ‘mais gostosinha’ e não gorda como ela? Quantas vezes, essa semana, a Cleo foi humilhada por homens que só queriam transar com ela se fosse escondido? Quantas

10 livros que combatem a gordofobia para ler imediatamente

Antes de começar a lista, quero propor um exercício. Pare e pense: quantas personagens gordas, protagonistas e com vidas interessantes e/ou invejáveis você já encontrou em livros? Pra mudar isso, fizemos esta lista com 10 livros que se você ainda não leu, vai querer ler imediatamente. Eles foram escritos por mulheres gordas, ou por mulheres que pesquisam e falam sobre corpo, alimentação e resistência. 1. A Gorda, de Isabela Figueiredo

EP conta com quatro composições da artista paulista que versa sobre violência e padrões estéticos O posicionamento político diante da vida é a marca do EP Pesada, de Anná, lançado neste mês de agosto e que promete sacudir não apenas o corpo com os sambas bem gravados e a voz que é uma das mais encantadoras da música contemporânea, mas também as ideias e a mente, com as várias informações

“Quer esconder preconceito preocupado com a minha coluna (…)”, esse é um dos versos da música I.M.C., que integra o álbum Rap Plus Size, das rappers Issa Paz, 23 anos e Sara Donato, de 25 anos. O primeiro videoclipe  com direção da TV Senac foi lançado na internet nesta segunda-feira (27) e até esta publicação já ultrapassava as 17 mil visualizações. Escolhemos esse nome pois nós duas somos gordas e