mulheres que inspiram

FOME: o soco no estômago dado pela escrita da gorda Roxane Gay

Livro de norte-americana reconstrói a biografia do próprio corpo e coloca o dedo na ferida da gordofobia  por Jéssica Balbino* Não tem outro jeito de fazer a resenha do livro FOME: uma autobiografia do (meu) corpo, da Roxane Gay  (Globo Livros, 290 páginas) sem ser de uma forma pessoal. O livro apareceu para mim, na timeline, como tantos outros, mas me chamou a atenção imediatamente: que livro é esse que fala sobre

Filme de 66 minutos é uma produção independente da jornalista Jéssica Balbino, que pesquisa o tema Parte da série Deslocamentos, o Sesc Araraquara (SP) apresenta, nesta sábado (21) às 15h o documentário “Pelas Margens: vozes femininas na literatura periférica”, da jornalista Jéssica Balbino. A sessão é gratuita. O filme de 66 minutos foi feito de maneira independente e apresenta um recorte da participação feminina na literatura marginal/periférica brasileira nos últimos

Jornalista abre inscrições para turma 02 para curso que aborda obras, trajetória e as vozes femininas das periferias na literatura brasileira atual Em razão da grande procura pelo curso “Pelas Margens: vozes femininas na literatura periférica”, a jornalista Jéssica Balbino abre a TURMA 02 para o curso, que vai abordar quem são as mulheres da literatura contemporânea brasileira a partir das margens e periferias. O curso acontece totalmente online, tem

Em mês da visibilidade lésbica, poeta, editora e atriz fala sobre conquistas, arte e existência “Nos quiseram invisíveis, mas nós, lésbicas, sempre fomos história”. Esta é uma das muitas frases importantes ditas pela poeta e programadora cultural Bárbara Esmenia, de 33 anos, em entrevista ao Margens, convidada a falar sobre o mês da visibilidade lésbica, cuja data de comemoração é celebrada em 29 de agosto desde 1996 quando foi realizado

Evento ocorre no dia 16 de agosto com entrada gratuita e bate-papo com a autora sobre o amor e o processo criativo Para discutir a presença da mulher nos contos e o amor, a escritora Ana Esterque convida para o lançamento do livro “O amor não presta para nada” no próximo dia 16 de agosto (quarta-feira) das 18h às 21h na Livraria Giostri, que fica na Casa das Rosas. No

Ebulição Marginal recebe Jéssica Balbino para curso sobre literatura feita por mulheres na próxima quarta-feira (9)  Pela primeira vez, a cidade de Curitiba (PR) recebe, na próxima quarta-feira (9) o curso “Pelas Margens: vozes femininas na literatura periférica”, mediado pela pesquisadora Jéssica Balbino, que participa do evento Ebulição Marginal | mulheres à margem resistem.  A aula acontece das 13h30 às 17h30 na Casa da Leitura Wilson Bueno | Portão Cultural.

Experimentar é fundamental para ser melhor. Tente por Jéssica Balbino* Quando eu era criança e alguém me oferecia, para comer, algo que eu não conhecia, tinha o hábito de dizer: não gosto! Minha mãe chamou a minha atenção várias vezes sobre isso. Ela diz: “como você sabe que não gosta, se ainda não experimentou?”. E claro, de tanto me dizer isso, me tornei o tipo de pessoa que arrisca, que

Ciclo Margens tem curadoria da jornalista Jéssica Balbino e do Núcleo de Audiovisual e Literatura do instituto; a proposta é ouvir os escritores e poetas, principalmente mulheres, que produzem a sua arte às bordas do circuito literário Todas as quartas-feiras do mês de julho, a partir do dia 12, sempre às 19h, o Itaú Cultural promove o Ciclo Margens para discutir a produção literária a partir das periferias brasileiras. Serão

Diretora canadense se inspirou em cordel de Jarid Arraes e convidou Mel Duarte para o filme  Gravado durante a passagem da cineasta canadense Jaime Leigh Gianopoulos pela América Latina, o documentário “O Florescer da Voz“, com a participação da poeta brasileira Mel Duarte será exibido, nesta sexta-feira (23), em uma escola da rede pública de ensino de São Paulo através de um circuito fechado, já que o material ainda não foi

Após 35 dias entre Pucusana e Lima, artista brasileira captou narrativas de “Mulheres em Travessia” e realizou intervenção com o material Durante o mês de abril a artista Jô Freitas viajou para o Peru, onde ficou por 35 dias, produzindo material para o projeto “Mulheres em Travessia”, que tem como objetivo contar histórias de mulheres que saíram do local onde nasceram para construir a própria vida e narrativa. As histórias