Alforria, folia e fúria: as reivindicações que vimos no Carnaval 2018

Impressões sobre o grito do povo preto nas ruas durante o Carnaval  por Jô freitas*  SER EM SÃO PAULO, UM BLOCO AFRO COMPOSTO SOMENTE POR PRETAS E PRETOS – UM BLOCO PRETO. CONSTRUI-LO COLETIVAMENTE, EM COMUNHÃO. CONSTRUI-LO ENQUANTO CONSTRUIMOS NOSSO AMANHÃ A PARTIR DE NOSSAS TRADIÇÕES, JUNTO DE NOSSOS SEMELHANTES, DE FORMA QUE ELE SEJA FRUTO E REALIZAÇÃO PRETA. CULTUAMOS A ANCESTRALIDADE POR MEIO DO TAMBOR COMO FUNDAMENTO E PONTO DE

Intervenção literária ocorre no evento “Raça Negra e Educação: 30 anos depois: E agora do que mais precisamos falar” O Sarau das Pretas se apresenta nesta terça-feira (22) às 13h45 no Seminário “Raça Negra e Educação – 30 anos depois: E agora do que mais precisamos falar” na Unifesp, em São Paulo (SP), levando a arte periférica para dentro da academia. A entrada é gratuita, porém as vagas são limitadas.

Jornalista abre inscrições para turma 02 para curso que aborda obras, trajetória e as vozes femininas das periferias na literatura brasileira atual Em razão da grande procura pelo curso “Pelas Margens: vozes femininas na literatura periférica”, a jornalista Jéssica Balbino abre a TURMA 02 para o curso, que vai abordar quem são as mulheres da literatura contemporânea brasileira a partir das margens e periferias. O curso acontece totalmente online, tem

Em mês da visibilidade lésbica, poeta, editora e atriz fala sobre conquistas, arte e existência “Nos quiseram invisíveis, mas nós, lésbicas, sempre fomos história”. Esta é uma das muitas frases importantes ditas pela poeta e programadora cultural Bárbara Esmenia, de 33 anos, em entrevista ao Margens, convidada a falar sobre o mês da visibilidade lésbica, cuja data de comemoração é celebrada em 29 de agosto desde 1996 quando foi realizado

Ciclo Margens tem curadoria da jornalista Jéssica Balbino e do Núcleo de Audiovisual e Literatura do instituto; a proposta é ouvir os escritores e poetas, principalmente mulheres, que produzem a sua arte às bordas do circuito literário Todas as quartas-feiras do mês de julho, a partir do dia 12, sempre às 19h, o Itaú Cultural promove o Ciclo Margens para discutir a produção literária a partir das periferias brasileiras. Serão

Evento ocorre no sábado (22), tem entrada gratuita e terá microfone aberto para recital  Neste sábado (22) acontece o bate-papo “Rumos do Slam”  – slam é um campeonato de poesia falada – realizado pelo Slam da Guilhermina na Ocupação Cultural Mateus Santos com o slammaster Emerson Alcalde e os slammers Fabio Boca, Lews Barbosa e Lucas Afonso. Todos eles já disputaram a Copa do Mundo em Paris e vão falar

Luz Ribeiro, Mel Duarte, Roberta Estrela D´Alva e Paulina Chiziane falam sobre literatura marginal e periférica no mundo O número de publicações autorais e participações de mulheres em antologias, saraus e slams tem crescido na cena da literatura marginal/periférica, por isso, o Festival Literário de Poços de Caldas, o Flipoços, promove uma mesa para discutir o tema com as escritoras Luz Ribeiro, Mel Duarte – ambas campeãs de poesia falada –  Paulina Chiziane (direto de

Filme ‘Pelas Margens’ tem 66 minutos e teve a produção da jornalista Jéssica Balbino, que pesquisa o tema Feito de maneira totalmente independente, o documentário Pelas Margens, que retrata a produção literária feita por mulheres de periferia será exibido na próxima quinta-feira (10) às 20h na tenda Pequenas Epifanias, durante a programação do Festa Literária Internacional das Periferias (Flupp), na Cidade de Deus, no Rio de Janeiro. A entrada é

“Quer esconder preconceito preocupado com a minha coluna (…)”, esse é um dos versos da música I.M.C., que integra o álbum Rap Plus Size, das rappers Issa Paz, 23 anos e Sara Donato, de 25 anos. O primeiro videoclipe  com direção da TV Senac foi lançado na internet nesta segunda-feira (27) e até esta publicação já ultrapassava as 17 mil visualizações. Escolhemos esse nome pois nós duas somos gordas e

Por *Pollyanna Marques Vaz Em 2006 ao fazer minha primeira leitura de Cada Tridente em seu lugar e Outras Crônicas (Instituto Kuanza, 2006) em um único fôlego, sentada no centro de Goiânia, pensei “então literatura pode ser assim? Escrever pode ser assim? Estas pessoas podem estar nos livros…” Hoje com a chegada de Sobre-viventes! (Pallas, 2016) sexto livro de crônicas e nono livro da escritora, prosadora mineira Cidinha da Silva,