Encontro discute afrofuturismo, obra de Octavia Butler e Pantera Negra

Evento reúne a blogueira Patricia Anunciada, a publicitária Joyce Orestes, a empresária Ketty Valencio e professor Petê Rissati Ocorre, nesta quinta-feira (9)  das 19h30 às 22h o lançamento do livro “A Parábola do Semeador”, de Octavia Butler, pela Editora Morro Branco e o debate “Afrofuturismo: de A Parábola do Semeador à Pantera Negra”, o que as histórias da autora Octavia Butler têm em comum com Pantera Negra? E o tudo

Clube de leitura recebe poetas periféricas na Cidade Tiradentes em SP

Com curadoria da jornalista Jéssica Balbino, rodas de leitura acontecem no Centro de Formação Cultural Cidade Tiradentes Tem início nesta quarta-feira (8) às 15h o Clube de Leitura  – Ciclo Mulheres na Literatura Periférica, com a poeta Elizandra Souza, na Biblioteca Maria Firmina, no Centro de Formação Cultural Cidade Tiradentes. A entrada é gratuita. Com curadoria da jornalista Jéssica Balbino, o encontro quinzenal promove troca de textos e rodas de

“Fiel” narra as decisões de um adolescente que comanda o tráfico de drogas do RJ

Livro centraliza, ilustra e questiona o poder das escolhas, dentro e fora do tráfico “Fiel” não é um livro autobiográfico, mas poderia muito bem ter sido. Pelo menos, é o que dá a entender o autor Jessé Andarilho nos agradecimentos de seu romance de estreia. Escrito ao longo de dois anos durante viagens de trem no Rio de Janeiro, “Fiel” é um livro acelerado, que faz a gente repensar várias

Trio de rap da Bolívia e artista plástica são atrações do Lá na Laje de junho no Sesc Pompeia   

Clube literário sem livros valoriza formas diferentes de produzir literatura e contar histórias Nesta quarta-feira, 20 de junho, às 19h30 o Sesc Pompeia realiza a quarta mesa do projeto “Lá na Laje: clube do livro sem livro” e recebe como convidadas a artista plástica Karen Dolorez e o trio de rappers bolivianas Santa Mala. O tema desta edição é “Entrelinhas: no tecido, nos muros e na música, uma literatura viva”.

Por mais representatividade na literatura latina, 'Ocupação Beauvoir' busca colaboradoras

Proposta criada por Leila Vilhena foi selecionada para ocorrer este ano na Argentina e tem seletiva aberta para mulheres de várias áreas Para combater a desigualdade de gênero no mercado editorial latino-americano, o projeto “Ocupação Beauvoir”, da ativista Leila Vilhena, que vive em Poços de Caldas (MG) aprovado nesta segunda-feira (28) pela 5ª Convocatória de Inovação Cidadã, vai criar uma plataforma de incentivo e ativismo político-cultural para dar visibilidade às

O hip-hop me trouxe outra história: o dia que visitei o presídio com o Dexter

Rapper conversou e fez show de 1h para detentos do Presídio de Poços de Caldas durante o Flipoços “O hip-hop me trouxe uma outra história”. Essa foi uma das muitas frases impactantes que o rapper Dexter me disse durante a entrevista que fiz com ele durante a 13ª edição do Festival Literário Internacional de Poços de Caldas, o Flipoços. E que entrevista. Pude acompanhá-lo durante a visita ao Presídio de

Armário de bagunça

Venho pensado muito sobre armários. Sobre sair deles. Sobre, às vezes, entrar mais do que sair. Sobre achar um cantinho confortável por lá, fazer amizade com a velha colcha de retalhos e se acostumar ao cheiro de guardado. Ficar. Abrir a porta do armário, atochar toda aquela confusão – de potes sem tampa, de lençóis de elásticos mal dobrados, de meias sem seus respectivos pares. Guardar tudo e fechar a

Poeta Raquel Almeida disponibiliza livro "Sagrado Sopro" para download

Obra publicada em 2014 possui 53 poemas e marcam etapa na carreira da escritora de Pirituba Após quatro anos da publicação do livro Sagrado Sopro – Do Solo que Renasço, a poeta Raquel Almeida disponibilizou o livro para download na web. Sagrado Sopro é o primeiro livro autoral da poeta. Com 53 poemas que passam por diferentes temas, ela traz à tona o feminino, o sagrado e o amor e suas

FOME: o soco no estômago dado pela escrita da gorda Roxane Gay

Livro de norte-americana reconstrói a biografia do próprio corpo e coloca o dedo na ferida da gordofobia  por Jéssica Balbino* Não tem outro jeito de fazer a resenha do livro FOME: uma autobiografia do (meu) corpo, da Roxane Gay  (Globo Livros, 290 páginas) sem ser de uma forma pessoal. O livro apareceu para mim, na timeline, como tantos outros, mas me chamou a atenção imediatamente: que livro é esse que fala sobre

Chiaroscuro por Matheus Guménin Barreto*  O peso do pássaro morto (2017, Editora Nós) – romance de estreia de Aline Bei – deixa nas mãos do leitor, após a leitura, o peso de algo que ele não sabe muito bem nomear, mas que também lhe parece vagamente familiar após tê-lo apalpado durante mais ou menos 150 páginas de vertiginosas linhas de prosa quebrada. O peso do que não se ouve da