Treze coisas que aprendi fazendo o Lá na Laje:  clube do livro sem livro e com autoras negras durante dois anos

Clube foi idealizado no Sesc Pompeia e, mais recentemente, levado ao Sesc Osasco em São Paulo Em 2017, recebi um convite do Sesc Pompeia para montar, junto com as programadoras de lá, um clube do livro. A proposta era unir a minha pesquisa em literatura marginal/periférica a um projeto novo, que fosse um clube do livro para discutir a literatura para  além dos suportes tradicionais. O local também era inusitado:

"Corpos Dissidentes: literatura, voz,  rua e movimento" é tema de curso online

Curso online tem vagas limitadas e e início em fevereiro  Foi vivendo a vida toda em um corpo gordo que descobri como fazer isso na prática e comecei a pesquisar sobre corpos dissidentes. Nestas pesquisas, me surgiram as questões: O quanto nosso corpo é responsável pela nossa história? Como nossos movimentos e nosso corpo influenciam na nossa prática de escrita? Como esses corpos encontram a própria voz, seja nas ruas,

Intervenção literária, já! Conheça 10 poemas de luta escritos por mulheres

Reunimos poesias que falam de violência do estado e intervenção militar; todas elas, escritas por mulheres  Em tempos de greve, desabastecimento e pedidos de intervenção militar, nós criamos a lista “Intervenção literária, já!”, com 10 poemas de luta escritos por mulheres.  Há, nos textos, uma cronologia implícita do golpe aplicado à democracia brasileira. Aperta o play e vem conhecer esta outra narrativa,  vem sendo produzida às margens, com a força

Com poetas 'best-sellers', Sesc Pompeia estreia 'Lá na Laje': clube de livros sem livros

Atividade, que conta com curadoria da jornalista Jéssica Balbino, traz em seu primeiro encontro, no dia 21 de março, os poetas Ryane Leão e Pedro Gabriel O Sesc Pompeia promove a primeira edição do projeto “Lá na laje: clube do livro sem livro”, no dia 21 de março, às 19h30. Com curadoria compartilhada entre a jornalista Jéssica Balbino e o núcleo socioeducativo do Sesc Pompeia, o encontro conta com os

Editora Kapulana busca autores brasileiros para publicação; envie seu original

Os gêneros e estilos podem ser diversos: romances, contos, crônicas, poemas, biografias, adultos, infantis e juvenis A Editora Kapulana está ampliando o seu catálogo para a publicação de autores brasileiros. A linha editorial da Kapulana prioriza obras que tratem de questões marginalizadas, tais como questões raciais, de gênero, de sexualidades e de minorias sociais. Os gêneros e estilos podem ser diversos: romances, contos, crônicas, poemas, biografias, adultos, infantis e juvenis.

'Feliz aniversário, Sílvia', o tom policial certo do livro de Paula Bajer

Obra editada pela Patuá em 2017 conta a história de duas amigas e um crime na véspera e no dia do aniversário de uma delas  Publicada pela editora Patuá em 2017, a autora Paula Bajer acerta no tom policial da novela “Feliz aniversário, Sílvia” e mais ainda na construção das camadas das personagens. De um lado, temos Sílvia, uma advogada que se vê envolvida em uma sequência de crimes e

Torneio de slam em duplas abre inscrições nas cinco regiões do Brasil

Estão abertas as inscrições gratuitas para SLAM BRASIL QUE O POVO QUER, um torneio nacional de poesia falada em dupla. O evento acontecerá nas cinco regiões do Brasil. A iniciativa é da Fundação Perseu Abramo através do projeto da frente Iniciativa Periferias. A modalidade em duplas não é inédita, porém, pouco difundida no Brasil, daí a ideia de criar o evento. Conforme o coordenador do evento, o slammaster Emerson Alcalde, as

Obra chega ao público no próximo sábado (26) às 20h30 em evento no Aparelha Luzia Inspirada pelo cotidiano e pela ancestralidade, a poeta Thata Alves, de 24 anos, lança no próximo sábado (26) às 20h30 o livreto “Troca”, no Aparelha Luzia, com música e performance da autora com textos do livro. A entrada é gratuita. A obra surge com o intuito de trocar não apenas as poesias, mas olhares sobre

Evento ocorre no dia 16 de agosto com entrada gratuita e bate-papo com a autora sobre o amor e o processo criativo Para discutir a presença da mulher nos contos e o amor, a escritora Ana Esterque convida para o lançamento do livro “O amor não presta para nada” no próximo dia 16 de agosto (quarta-feira) das 18h às 21h na Livraria Giostri, que fica na Casa das Rosas. No

Margens

Por meio de postais digitais, Elizandra Souza está em busca de pessoas que queiram conhecer mais da literatura contemporânea brasileira feita por mulheres negras “Procura-se leitores de literatura negra feminina”. Esta é a provocação do novo projeto da poeta e jornalista Elizandra Souza, que busca, através de postais digitais, sensibilizar as pessoas para conhecerem e consumirem a literatura negra feminina feita às margens, como a dela própria, entre outras publicações