Perdas e esperança se entrelaçam em livro de estreia de Rutendo Tavengerwei, que está no Brasil

Romance “Esperança para voar” lançado pela editora Kapulana é o de estreia da jovem autora do Zimbabué A jovem escritora e revelação literária do Zimbábue, Rutento Tavengerwei, está no Brasil neste mês para participar da 2ª Festa Literária Internacional do Pelourinho (FLIPELÔ), que acontece de 8 a 12, em Salvador. O encontro, ao lado da historiadora Luiza Reis, será na quinta-feira (9), às 18h, no Teatro do Sesc-Senac. Durante o

“O que acontece quando um homem cai do céu”, da nigeriana Lesley Nneka Arimah chega ao Brasil pela editora Kapulana

Evocativo e provocativo, o livro, já em pré-venda, traz questões como maternidade, relação mãe e filha, sacrifício, o peso da feminilidade, afrofuturismo, amadurecimento e violência   Em seu livro de estreia, O que acontece quando um homem cai do céu, a escritora Lesley Nneka Arimah desenvolve, em doze contos, diversas formas literárias que abrangem o insólito, a distopia, as memórias da guerra na Nigéria, as relações complexas entre mãe e

Editora Kapulana busca autores brasileiros para publicação; envie seu original

Os gêneros e estilos podem ser diversos: romances, contos, crônicas, poemas, biografias, adultos, infantis e juvenis A Editora Kapulana está ampliando o seu catálogo para a publicação de autores brasileiros. A linha editorial da Kapulana prioriza obras que tratem de questões marginalizadas, tais como questões raciais, de gênero, de sexualidades e de minorias sociais. Os gêneros e estilos podem ser diversos: romances, contos, crônicas, poemas, biografias, adultos, infantis e juvenis.

Francisco Noa e Pedro Pereira Lopes ganharam edições brasileiras através da editora Kapulana Dois novos autores moçambicanos – Francisco Nova e Pedro Pereira Lopes ganharam publicações brasileiras neste mês de julho. A editora Kapulana, conhecida pelas publicações de autores de Moçambique, é a responsável pelo feito no Brasil. Um dos títulos é o Uns e outros na literatura moçambicana, com ensaios de Francisco Noa. A obra ensaísta que integra a série

Margens

Por meio de postais digitais, Elizandra Souza está em busca de pessoas que queiram conhecer mais da literatura contemporânea brasileira feita por mulheres negras “Procura-se leitores de literatura negra feminina”. Esta é a provocação do novo projeto da poeta e jornalista Elizandra Souza, que busca, através de postais digitais, sensibilizar as pessoas para conhecerem e consumirem a literatura negra feminina feita às margens, como a dela própria, entre outras publicações