Clarice Lispector

Um Sopro de Vida

por Tadeu Rodrigues*  Viver é um risco. E a nossa vida abraça clichês e passa como um sopro, e tem a esperança, que é a última que morre, e tem o viva o presente, e tem a vida que é só uma, e viva o presente de novo, e não sabemos o dia de amanhã, e não se arrependa do que faz; e variações profundamente rasas do que nos consola