10 autoras lésbicas marginais para você conhecer | Especial #DiaDaVisibilidadeLésbica

Em tempos de barbárie, é preciso contar histórias de esperança, amor e luta. É preciso reinventar as narrativas. Uma das maiores queixas simbólicas do universo LGBTQIA+ é a ausência de referências, em especial quando falamos em literatura. Quando falamos em literatura marginal feita por mulheres lésbicas então, os registros se tornam ainda mais escassos. Muito têm vindo à tona nos últimos anos. No entanto, pedimos à poeta tatiana nascimento e à

Editora abre chamada para escritoras negras de ficção científica

A editora Dame Blanche recebe, até o próximo dia 10 de março, originais de autoras (e autores) negras. A seleção é aberta para noveletas (de 7,5 mil a 17,5 mil palavras), para novelas (de 17,5 mil a 40 mil palavras) e ficção especulativa (sci-fi, horror e fantasia). Um discurso sobre a obra, de até cinco linhas, deve ser enviado através do e-mail da editora. Na chamada, a editora esclarece que não