Treze coisas que aprendi fazendo o Lá na Laje:  clube do livro sem livro e com autoras negras durante dois anos

Clube foi idealizado no Sesc Pompeia e, mais recentemente, levado ao Sesc Osasco em São Paulo Em 2017, recebi um convite do Sesc Pompeia para montar, junto com as programadoras de lá, um clube do livro. A proposta era unir a minha pesquisa em literatura marginal/periférica a um projeto novo, que fosse um clube do livro para discutir a literatura para  além dos suportes tradicionais. O local também era inusitado:

Podcast #Rabiscos lança temporada especial com mulheres na literatura

Durante quatro semanas serão exibidos episódios com autora portuguesa, indígena, de literatura erótica e poeta transexual O podcast #Rabiscos lança, nesta quinta-feira (7) a temporada “Margens: vozes das mulheres na literatura”, para celebrar a pluralidade de produções durante o mês de março.  Lançado em setembro de 2018, o podcast literário apresentado pela jornalista Jéssica Balbino e pelo escritor Tadeu Rodrigues possui episódios semanais hospedados em diferentes plataformas de streaming. Para

Aline Bei e Giovana Madalosso discutem solidão e literatura no Lá na Laje do Sesc Pompeia

Bate-papo que encerra o projeto neste ano recebe as autoras; curadoria e mediação são da jornalista Jéssica Balbino No próximo dia 21 de novembro (quarta-feira) às 19h30 ocorre, no Sesc Pompeia, a mesa de encerramento deste ano do projeto “Lá na Laje: clube do livro sem livro”, que neste encontro recebe as escritoras Aline Bei e Giovana Madalosso. O tema desta edição é “Solidão Cinematográfica”, e as autoras discutem como

Escritoras contemporâneas dividem mesa sobre disciplina e outros saberes no Flipoços

Aline Bei, Giovana Madalosso e Gisele Mirabai lançam seus premiados romances no festival   No dia 02 de maio às 18h o Festival Literário Internacional de Poços de Caldas, o Flipoços, realiza a mesa “As outras disciplinas e seus saberes”, com três escritoras contemporâneas que despontam na cena literária brasileira. Aline Bei, Giovana Madalosso e Gisele Mirabai encontram-se para discutir os processos da escrita de seus romances. A mediação será

Chiaroscuro por Matheus Guménin Barreto*  O peso do pássaro morto (2017, Editora Nós) – romance de estreia de Aline Bei – deixa nas mãos do leitor, após a leitura, o peso de algo que ele não sabe muito bem nomear, mas que também lhe parece vagamente familiar após tê-lo apalpado durante mais ou menos 150 páginas de vertiginosas linhas de prosa quebrada. O peso do que não se ouve da

Conheça os livros escritos por mulheres e que inspiraram poetas, escritores, professores, jornalistas e leitores em 2017 “Nós não acreditamos em listas, mas que elas existem, existem”. Por isso, inspirado por listas participativas dos “melhores livros de 2017” como as do Livre Opinião, O Povo e Suplemento Pernambuco, o Margens convidou jornalistas, editores, curadores e poetas para indicarem as três melhores leituras do ano, escritas por mulheres. O levantamento traz