Rosa Luxemburgo

Rosa, Todas as metáforas já foram escritas em mulheragem à sua figura: comparações botânicas, trocadilhos engenhosos, referências a espinhos e a essa cor que entre a púrpura e o rubro sempre cheira à sangue. A primeira vez que ouvi seu nome foi numa aula de história. Entres os destroços da Primeira Guerra e as anunciações de uma novíssima Revolução Russa, seu nome emergiu fazendo oposição a tantos homens, eles-pários, eles-reis, … Continue lendo Rosa Luxemburgo