Luana Barbosa

Amar é dobrar a esquina da rua de olhos fechados e deixar-se trombar com o que estiver à frente. Neste estado, acabam-se certas vidas para que a planta verde do sentimento maior seja capaz de crescer.  Plantas simbolizam mais o amor do que um coração vermelho cristalizado, estupefato, estufado, destrinchado pelos chutes de um masculino desmerecer. Uma mulher espancada já estava morta antes de receber o primeiro golpe, o primeiro … Continue lendo Luana Barbosa