40 escritoras para você ler na quarentena e fora dela

por Pillar Bu*  A pandemia do Covid-19 está nos colocando em situações completamente adversas. Para tentar conter o contágio e o avanço do coronavírus o indicativo de quarentena é a orientação dos órgãos de saúde. Sabemos que nem todo mundo pode parar, mas se você estiver em casa (trabalhando ou não) ganhe um tempinho lendo mulheres. Aliás, essa é uma prática que você deveria seguir sempre. Separamos 40 livros escritos

Treze coisas que aprendi fazendo o Lá na Laje:  clube do livro sem livro e com autoras negras durante dois anos

Clube foi idealizado no Sesc Pompeia e, mais recentemente, levado ao Sesc Osasco em São Paulo Em 2017, recebi um convite do Sesc Pompeia para montar, junto com as programadoras de lá, um clube do livro. A proposta era unir a minha pesquisa em literatura marginal/periférica a um projeto novo, que fosse um clube do livro para discutir a literatura para  além dos suportes tradicionais. O local também era inusitado:

"Corpos Dissidentes: literatura, voz,  rua e movimento" é tema de curso online

Curso online tem vagas limitadas e e início em fevereiro  Foi vivendo a vida toda em um corpo gordo que descobri como fazer isso na prática e comecei a pesquisar sobre corpos dissidentes. Nestas pesquisas, me surgiram as questões: O quanto nosso corpo é responsável pela nossa história? Como nossos movimentos e nosso corpo influenciam na nossa prática de escrita? Como esses corpos encontram a própria voz, seja nas ruas,

10 poetas trans para você conhecer | Especial #DiadaVisibilidadeTrans

Para combater o ranking que coloca o Brasil liderando as mortes de pessoas trans no mundo, reunimos novas narrativas  Entre 2010 e 2018, ao menos 868 travestis e transexuais morreram no Brasil, conforme o relatório mais recente da ONG Transgender Europe (TGEu), revelando que o país é o que mais mata pessoas trans no mundo.  Os números são três vezes maiores do que os do segundo colocado no ranking, o México.

Para celebrar Dia Mundial do Livro, documentário com mulheres na literatura é disponibilizado online

Para celebrar o Dia Mundial do Livro, a jornalista Jéssica Balbino, criadora do Margens e diretora do documentário “Pelas Margens: vozes femininas na literatura periférica” liberou para livre acesso o vídeo, que tem 1h de duração e foi gravado também de forma independente. O filme traz entrevistas de 19 mulheres que compõe um recorte da cena da literatura marginal e periférica, especialmente nos saraus e slams. Entre as entrevistadas estão

O mapeamento das mulheres na literatura marginal/periférica é parte de uma pesquisa de mestrado desenvolvida pela jornalista Jéssica Balbino, por meio do Margens, cujo objetivo é dimensionar, quantificar e estreitas os laços com as mulheres que produzem literatura no Brasil do século XXI.