Pode um corpo Gordo ser Anticapitalista?

A Tenda de Livros fará sua primeira transmissão ao vivo e será com tradução. Convidei ativistas e artistas gordas anticapitalistas do Brasil, Chile, Argentina e México para falarem de suas pesquisas sobre corpo gordo. Artistas, filósofas, escritoras, pesquisadoras decoloniais e ativistas de movimentos sociais anarquistas, feministas, antiespecista, LGBTTTQ+ e negro de diversas gerações compõem a roda de conversa. A ideia é trazer vários olhares sobre o corpo gordo sob uma

Gordofobia em tempos de crise

por Eme Barbassa*  Você pode até estar pensando, por quê falar sobre gordofobia numa crise como essa que estamos vivendo?  É coronavírus, são milhões de pessoas contaminadas no mundo, quase 400 mil mortes em todo o planeta, mais de 20 mil só aqui no nosso pais, o desemprego aumentando, a fome aumentando, Bolsonaro dominando as pautas seja nos noticiários ou nas redes sociais.  Então por que escolher falar sobre gordofobia?

O QUE ESTÁ POR TRÁS DO DISCURSO DA OBESIDADE DO DR. DRAUZIO VARELLA NO FANTÁSTICO?

Ontem em cadeia nacional, na rede globo em um programa com grande audiência aos domingos, o Dr. Drauzio Varella atacou fortemente as pessoas gordas como grupo de risco na contaminação do covid19, em um contexto de pandemia mundial, onde milhões de pessoas estão morrendo todos os dias com diversas características. A pandemia do coronavírus veio definitivamente para mostrar quem são os verdadeiros “grupo de risco” em qualquer pandemia, desastre, ou

vamos falar de gordocentricidade?

por Jéssica Balbino*  tá. mas o que é isso? esse neologismo que tem como premissa uma forma de ver e analisar o mundo tendo a perspectiva de pessoas gordas como o centro. é, basicamente, sobre acolhimento, partilha e ausência de culpa. e por que isso?  vamos lá! quanto você aguenta ou aguentaria de violência em nome da boa convivência, de um trabalho, de um emprego, de um relacionamento, de uma

Eu prefiro morrer do que engordar na quarentena

por Jéssica Balbino*  É claro que eu tenho medo de morrer. Mas que pergunta! Todo mundo tem, não? Ainda mais agora, com esse vírus por aí, né? Mas eu tomo cuidado. Desde que as baladas foram proibidas, eu não saí mais de casa. Ah, mas ir correr não é furar a quarentena, né? Eu preciso gastar energia, além disso, já não dá para fazer o crossfit, apesar de continuar pagando

o quanto a voz de uma mulher gorda te incomoda?

sim! porque você sabe que o mundo mudou e tenta praticar a empatia. você até aceita que mulheres gordas estejam no mesmo espaço que você – físico ou virtual – mas, peloamordedeus, elas precisam, o tempo todo, falar sobre gordofobia? não dá para falarem sobre maquiagem e cabelo, como todas as outras mulheres? até em clube de literatura elas querem enfiar goela abaixo a militância delas? e as magras, que

Diz que hoje é DIA DA MULHER. Qual mulher? - Poesia de Malu Jimenez

Diz que hoje é o DIA DA MULHER! Qual MULHER? A que leva seus filhos pra escola, dá banho, lava roupa, trabalha, faz comida, chora escondido, é perseguida na rua, sofre no transporte público? Sofre a noite quando ela não quer, mas você quer? Qual MULHER? A que não faz o estilo do corpo padrão? Que é gorda? Não entra na cadeira? Não cabe na roleta e não serve pro

Você vai ficar gorda!

Da série “o afeto não altera os fatos” ou “eu gosto de você, mas não me fode”. por Nicole Aun* Dia desses, almoço com amigos/colegas de um dos meus tantos trabalhos, gente querida, falando amenidades. Começamos a conversar sobre a fome na gravidez. Uma das mulheres contou que quando estava grávida e não sabia, tinha muita fome, e rindo, contou que um amigo em comum, de quem eu gosto muito

toda pessoa gorda é doente, certo?

não. errado. mentira. nem toda pessoa gorda é doente assim como nem toda pessoa magra é saudável. um dos mitos mais perversos é o da saúde, que permite justificar toda e qualquer forma de discriminação e violência contra a pessoa gorda em nome de um bem-estar coletivo e imaginário. vamos lá. eu sou uma mulher gorda. segundo o IMC, eu me encaixo na categoria de obesidade mórbida. e não existe

20 violências gordofóbicas-  uma pra cada quilo ‘a mais’  - que a Cleo nunca sofreu

Mas eu e outras mulheres gordas sofremos diariamente, durante toda nossa vida   De quantas pessoas ‘preocupadas com a sua saúde’ a Cleo desviou esta semana? Quantas vezes, essa semana, a Cleo foi demitida porque o chefe dela decidiu que queria contratar alguém ‘mais gostosinha’ e não gorda como ela? Quantas vezes, essa semana, a Cleo foi humilhada por homens que só queriam transar com ela se fosse escondido? Quantas