ABRE PRÉ VENDA DO LIVRO LUTE COMO UMA GORDA

No mês de Visibilidade à Luta Antigordofobia, a filósofa feminista Malu Jimenez, em parceria com a casa editorial Philos, lança a obra lute como uma gorda, que denuncia a patologização dos corpos gordos femininos O livro lute como uma gorda propõe desvendar o universo gordo na contemporaneidade, delatando como esses corpos são concebidos institucionalmente e como essas mulheres gordas se autopercebem, aceitam ou resistem à gordofobia.  “Quando um corpo não

curso online | corpos dissidentes: lugar e memória 

O que são corpos dissidentes e quais locais eles ocupam e estão autorizados a frequentar?  Com base nesta pergunta, sugerimos este curso sobre corpos considerados inadequados, a quem é negado o lugar e, por conseguinte, a memória. Ao negar lugar e memória a um corpo, nega-se a esse sujeito características fundamentais humanidade ou seja o que nos configura enquanto espécie, que vai se materializar em sociedade na violação dos direitos

PANDORAS inicia turnê virtual de circo feminista pelo interior do país 

Coletivo é formado por três artistas goianas e percorrerá 13 cidades dos estados de Goiás, Tocantins, mato Grosso do Sul e Bahia com exibições de espetáculos provocantes e ciclo de debates em parceria com organizações locais. A partir do próximo dia 05 de setembro o país conhecerá uma nova forma de promover circulação de artes cênicas com o coletivo Pandoras. Distante do eixo sul-sudeste, que concentra as iniciativas culturais com

Coletivo faz lives para aproximar população de debate por segurança íntima e cidadania

Caos.a convida especialistas para discutir temas inerentes ao direito internacional em lives-aulas gratuitas  Com lives-aulas todas semanas para discutir segurança íntima, cidadania e direito internacional, o coletivo caos.a reúne especialistas e comunicadores para discutir a perda dos direitos das mulheres no Brasil a partir do posicionamento do mesmo na Organização das Nações Unidas (ONU).  Usando uma linguagem simples e objetiva, atrelando pedagogia e política, o coletivo pretende criar debates públicos

Rasgacêro grava filme ‘ Um Boi Bem + Brasileiro’ e celebra 20 anos de carreira

Com direção de Rodrigo Robleño, espetáculo ganhou adaptação gravada em Poços de Caldas  Durante os dias 27 de julho a 02 de agosto, o Grupo Rasgacêro se desdobrou durante as gravações do primeiro filme de sua trajetória, que completa duas décadas dedicadas ao experimento e a criação neste no próximo ano. Com a participação de vários membros divididos entre equipe técnica, atores, figurantes, produção e direção, a gravação do premiado

mulheres gordas gozam 

uma reflexão para este Dia Mundial do Orgasmo  por Jéssica Balbino* mulheres gordas gozam. sim, eu sei que a informação pode parecer chocante a assustadora, afinal, no imaginário, elas nem transam. e, se encontram algum fetichista, é para serem objetificadas e não terem prazer. afinal, como pode um corpo desobediente sentir prazer? como pode um corpo imenso se encharcar de desejo? e mais: quem deseja estes corpos e goza com

RESENHA | Lírico e voraz, “A Casa na Rua Mango” é um passeio em busca de ‘um teto todo seu’

Publicado pela primeira vez em 1984, romance da literatura chicana de Sandra Cisneros chegou este ano ao Brasil  “Ela acha que histórias dizem respeito à beleza (…) Ela pensa que as pessoas que estão ocupadas tentando ganhar a vida merecem belas pequenas histórias porque elas não têm muito tempo e estão quase sempre cansadas”, é assim que Sandra Cisneros apresenta o próprio livro, “A Casa na rua Mango”, que chegou

1º Festival de Literatura Negra na ZN de SP tem mesas que vão de ancestralidade a afrofuturismo

Com curadoria de Ketty Valencio, esta é a primeira edição do evento, que propõe mesas e oficinas interativas, tudo online  Para fomentar o incentivo à leitura através das narrativas protagonizadas por pessoas pretas, a bibliotecária Ketty Valencio – à frente da Livraria Africanidades – anuncia o primeiro Festival Literário de Literatura Negra da Zona Norte de São Paulo, o Fellin, que ocorre entre os dias 13 e 17 de julho

Vidas pretas importam: grupo de hip-hop grava clipe antirracista em Poços 

A cada 23 minutos, um jovem negro é assassinado no Brasil. Estes são os dados da CPI do Senado sobre o Assassinato de Jovens divulgado em 2017 no país. Todo ano, 23.100 jovens negros de 15 a 29 anos são assassinados. São 63 por dia. Um a cada 23 minutos. Diante disso e dos recentes movimentos pelas vidas negra que causaram comoção no mundo todo, o grupo de hip-hop poços-caldense

Especial | listamos mais de 100 escritoras pretas e brasileiras para você conhecer

Pensando nas desculpas frequentemente usadas para justificar a ausência de mulheres pretas no mercado editorial, seja dentro de editoras, nas curadorias, ocupando lugares em eventos e festivais literários, etc, resolvemos criar essa lista com mais de 100 autoras pretas e brasileiras para você conhecer. A curadoria foi feita pela jornalista e editora do Margens, Jéssica Balbino e pela bibliotecária e empresária da Livraria Africanidades, Ketty Valencio, além de ter contado