Author: Jéssica Balbino

Intervenção ‘O que te cabe?’ encenada pela atriz Évila dos Anjos estreia nesta sexta-feira (19) Com 30 páginas, o livreto ‘Partida’, da pedagoga, poeta e artista poços-caldense Marília Rossi, de 27 anos, tem lançado marcado para esta sexta-feira (29) na Estação da Fepasa, em Poços de Caldas (MG).  O evento será acompanhado por uma intervenção teatral feita pela atriz Évila dos Anjos, batizada como “O que te cabe?”. A entrada

Eu nunca fui o estereótipo da beleza. Sempre fui gorda e vivi com tudo que esta palavra pode ser ou significar para um ser humano com um corpo, mas nunca fui burra. Alguns dizem que isso é uma forma de compensar a falta de atributos físicos dentro do patrão estético cultuado. Então, sempre fui gorda, inteligente e durante muito tempo, fui conveniente. Tinha mais amigos do que amigas e com

por Marília Rossi* Estive por dois dias acompanhando a gravação de um documentário sobre mulheres poetas na cena independente, marginal e periférica. Documentário este que faz parte do  Margens, da minha amiga jornalista Jéssica Balbino em seu mestrado.‪#‎procuresaber‬ Ela me chamou pra estar junto e o nosso “tamo junto” é bem de verdade. Eis que fizemos as malas e num fim de semana mega quente na capital paulista teve acolhimento,

O site Leia Mulheres, de um projeto que propõe a leitura compartilhada de livros escritos por mulheres, fez uma entrevista com a criadora do Margens, Jéssica Balbino. Foram debatidas várias questões sobre literatura na periferia e a participação feminina. O Margens surgiu de um desejo muito grande de escrever nossa própria história, sobre o nosso tempo, nosso povo, nossa vida. Leia a entrevista completa aqui  

Mulheres negras trabalhando é muita treta vich por Raquel Almeida* Ao longo dos anos com a efervescência cultural nas periferias tem possibilitado alguns acessos notáveis. Minha vivencia dentro do movimento hip-hop e literário tem mais ou menos de 10 a 12 anos, nessas andanças era muito raro ver mulheres linha de frente das ações, muitas, inclusive eu me contentava com o papel de coadjuvante só pra estar e participar de tudo por

Professora lança o primeiro livro de poesias e comemora o ciclo que está vivendo Inaugurando possibilidades, chega à cena da literatura marginal/periférica nesta quinta-feira (10) o livro “Toda via,”, de Michele Santos. Com lançamento no sarau Sobrenome Liberdade, no extremo da Zona Sul de São Paulo, a obra é a primeira autoral da professora das redes pública e estadual de São Paulo. Questionada sobre como está o coração com o

O mapeamento das mulheres na literatura marginal/periférica é parte de uma pesquisa de mestrado desenvolvida pela jornalista Jéssica Balbino, por meio do Margens, cujo objetivo é dimensionar, quantificar e estreitas os laços com as mulheres que produzem literatura no Brasil do século XXI.