Um Sopro de Vida

por Tadeu Rodrigues*  Viver é um risco. E a nossa vida abraça clichês e passa como um sopro, e tem a esperança, que é a última que morre, e tem o viva o presente, e tem a vida que é só uma, e viva o presente de novo, e não sabemos o dia de amanhã, e não se arrependa do que faz; e variações profundamente rasas do que nos consola

o quanto a voz de uma mulher gorda te incomoda?

sim! porque você sabe que o mundo mudou e tenta praticar a empatia. você até aceita que mulheres gordas estejam no mesmo espaço que você – físico ou virtual – mas, peloamordedeus, elas precisam, o tempo todo, falar sobre gordofobia? não dá para falarem sobre maquiagem e cabelo, como todas as outras mulheres? até em clube de literatura elas querem enfiar goela abaixo a militância delas? e as magras, que

Casal cria ‘Festival Rádio Quarenteninha’ para entreter crianças e ajudar artistas durante isolamento social 

Proposta é gravar programas musicais e poéticos e realizar festival online com apresentações de todas as regiões do Brasil  Já imaginou um festival de arte para as crianças durante a quarentena? Ele está bem próximo de se tornar uma realidade. Essa é a proposta do Festival Rádio Quarenteninha, idealizado por Leiloka (Leila Vilhena) e Zuca (Aluísio Cavalcante) de Poços de Caldas durante o isolamento social causado pelo novo coronavírus (Covid-19). 

CEBOLA PICADA EM GUILHOTINA 

CEBOLA PICADA EM GUILHOTINA  Alexandre Rabelo* Sim, é isso mesmo que você ouviu, minhas malas estão aqui na sala porque hoje sua mulherzinha vai te deixar sozinho nessa quarentena. E pra sempre viu. Não porque você não saiba conversar sobre os livros de história e política que gosto ou porque não me coma mais com vontade. Isso você até sabe fazer muito bem quando não está com a cara no