Profissionais da imprensa apelam para que prefeitura mantenha quarentena em Poços 

Profissionais da imprensa apelam para que prefeitura mantenha quarentena em Poços 

Carta pede que isolamento social seja mantido no município 

Na tarde desta segunda-feira (30), pelo menos 60 profissionais da imprensa e da comunicação de Poços de Caldas e região assinaram uma carta ao prefeito de Poços de Caldas, Sérgio Azevedo e ao Comitê Extraordinário de Combate ao Coronavírus em apelo para que sejam mantidas as medidas de isolamento social e ações que seguem as  determinações da Organização Mundial de Saúde (OMS) para evitar o contágio pela Covid-19. 

Todos os dias, em hospitais, coletivas, buscando o posicionamento de autoridades, nas ruas, atendendo às demandas de utilidade pública, apurando diuturnamente as informações com seriedade, em dedicação exclusiva e muitas vezes arriscando as próprias vidas, milhares de profissionais da comunicação têm trabalhado para que a população tenha acesso a dados que podem ser cruciais na prevenção ao contágio da doença”, diz um dos trechos da carta. 

O grupo ressalta que apoia as medidas adotadas através do Decreto de Calamidade Pública nº 13.286 e se posiciona e pede que as medidas de isolamento social sejam respeitadas. “A expansão da Covid-19  só pode ser freada com lucidez, compromisso e se todos seguirem as diretrizes mundiais de saúde, que enfatizam a absoluta necessidade do isolamento social neste momento”, completam. 

 

CONFIRA A CARTA NA ÍNTEGRA:

 

NOTA DOS JORNALISTAS E PROFISSIONAIS DA IMPRENSA E COMUNICAÇÃO DE POÇOS DE CALDAS FRENTE À PANDEMIA DO CORONAVÍRUS 

 

Nós, jornalistas e profissionais da imprensa e comunicação da cidade de Poços de Caldas (MG) e região vimos, através desta, demonstrar nosso posicionamento em favor da vida, das medidas de isolamento social, de todas as ações que seguem as determinações da Organização Mundial de Saúde (OMS), da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), dos profissionais do setor da saúde, do Ministério da Saúde e das pesquisas científicas recentes que demonstram que, até o momento, a única forma de conter o avanço da transmissão da Covid-19 é o isolamento social.  

 

Todos os dias, em hospitais, coletivas, buscando o posicionamento de autoridades, nas ruas, atendendo às demandas de utilidade pública, apurando diuturnamente as informações com seriedade, em dedicação exclusiva e muitas vezes arriscando as próprias vidas, milhares de profissionais da comunicação têm trabalhado para que a população tenha acesso a dados que podem ser cruciais na prevenção ao contágio da doença.

 

Em Poços, centenas de profissionais têm atuado incansavelmente, e alguns de forma voluntária, para que as informações frente à pandemia do coronavírus sejam mais rápidas que a propagação do vírus, travando assim uma verdadeira batalha em favor da vida, na qual o esclarecimento da população torna-se uma arma potente.


A expansão da Covid-19  só pode ser freada com lucidez, compromisso e se todos seguirem as diretrizes mundiais de saúde, que enfatizam a absoluta necessidade do isolamento social neste momento.


Vemos, portanto, com imensa preocupação as ações que visam ao descumprimento do que preconizam as mais relevantes pesquisas realizadas até agora para a contenção da pandemia mundial do coronavírus. Dia a dia, o aumento nos números relativos à doença, a veiculação de cada boletim epidemiológico e o contato diário com profissionais da saúde nos colocam em uma condição também pouco comum em nosso exercício da profissão: a do posicionamento. É crucial que neste momento, na defesa da informação séria, pontuemos objetivamente  à população a ratificação de nosso compromisso com a sociedade.


Defendemos o isolamento social e apoiamos as medidas adotadas através do Decreto de Calamidade Pública nº 13.286, nos posicionando veementemente contra movimentos que se levantam e pretendem pressionar o Município à flexibilização das medidas de isolamento e a uma tomada de decisão que pode ter efeitos catastróficos, estes sim podendo repercutir-se na economia e nas vidas de muitas pessoas, ocasionando uma situação que pode fugir do controle e tornar-se fruto de um amargo arrependimento das autoridades, como temos assistido ao redor do mundo. 

 

Este é um momento grave, atípico na história não apenas de Poços de Caldas, mas em âmbito global. Os que têm o poder para a tomada de decisões marcarão seus nomes na história local e nós estaremos presentes a cada momento, para registrar o posicionamento de cada um daqueles cuja decisão pode se impactar diretamente sobre as vidas das pessoas.

 

Um possível avanço no contágio pelo coronavírus em Poços de Caldas teria impactos irreversíveis no sistema de saúde local, como em todo o país pode ocorrer se não ficarmos em casa. 

 

Se Poços não permanecer em isolamento, conforme apontam todos os estudos ao redor do planeta, futuramente terá que tornar medidas ainda mais rígidas de quarentena, amargando mortes e um gravíssimo cenário no sistema de saúde.

 

Cremos que nossos dirigentes pensarão políticas públicas de salvaguarda da população em âmbitos econômicos, sociais, culturais, educacionais, para os setores diretamente impactados e sobretudo na saúde, crendo ainda que, diante de uma situação tão séria, a lucidez prevalecerá.

 

Os jornalistas e profissionais da imprensa de Poços de Caldas (MG) pedem e, diante de tudo que tem sido apurado, orientam a todos que fiquem em casa, cuidem de quem vocês amam, cuidem de vocês, cuidemo-nos como um só povo, pois nosso inimigo é outro.  

Os jornalistas e profissionais da imprensa e comunicação de Poços de Caldas (MG) e região unem-se às vozes que se levantam em favor da população de Poços de Caldas solicitando ao Exmo.. Prefeito Municipal, Sérgio Azevedo, e ao Sr. Secretário Municipal de Saúde, Carlos Mosconi para que se mantenham na defesa de nossa cidade. Suas decisões podem salvar vidas.

 

O compromisso com a apuração, a análise e a transmissão da informação, de forma séria e comprometida, têm feito com que muitos de nós coloquem os dados de interesse coletivo à frente das próprias vidas e a cada batalha cotidiana que for vencida contra o vírus iremos crer que este ato valeu a pena.  Estaremos nas ruas em busca da informação em prol da população. Pelas nossas vidas e pelas vidas de todos em nossa cidade, permaneçam em casa! 

 

Assinam:

  1. Mariana Negrini
  2. Jesuane Salvador
  3. Jéssica Balbino
  4. Delma Maiochi 
  5. Paulo Alexandre Ferreira
  6. Angela Turda
  7. Ludmila Ramos
  8. Nathália Carvalho 
  9. Carolina Barbosa 
  10. Tatiana Espósito
  11. Rosângela Ferrari Granato
  12. Matheus Monteiro
  13. Flávia Fróes
  14. Pedro Magalhães
  15. Beatriz Reis
  16. Rafael Silva dos Santos
  17. Lara Silva
  18. Paulo Ney
  19. Claudia Camilo 
  20. Elvio Ferreira
  21. Amanda Negrini
  22. Aline Rodrigues
  23. Sillas Lafayete
  24. João Carvalho
  25. Luciana Abreu
  26. Bárbara Salomão 
  27. Ediana Albuquerque
  28. Rosani Martins
  29. Alice Dionísio
  30. Vanessa de Faria
  31. Aline Fallaci
  32. Fábio Ribeiro
  33. João Araújo
  34. Marcelo Ricciardi 
  35. Jaderson Rodrigues
  36. Matheus Luis
  37. Carol Affonso 
  38. Gabriella Bacellar
  39. Camilla Resende 
  40. Letícia Alves Fagundes 
  41. Paulo Marcelo Pereira 
  42. Luana Buzato de Sousa 
  43. Wilson Ribeiro
  44. Aluisio Cavalcanti 
  45. Tadeu Rodrigues
  46. Rogério Fonseca
  47. Francis Alves
  48. Wiliam de Oliveira 
  49. Carolina Noronha  
  50. Bibi Rodriguez 
  51. Marco Antonio Silva 
  52. Valéria Freitas
  53. Larissa de Freitas Marques Evangelista
  54. Luciano Santos
  55. Aline Bertoli de Carvalho 
  56. Demilton Vacarelli
  57. Adriana Rodrigues 
  58. Luis Filipe Gallo
  59. Paulo Vitor de Campos
  60. Roni Bispo 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *