“Reza a lenda” [o nosso deserto é de ouro]

E quem disse que cinema brasileiro é parado e chato? E quem disse que não tem ação e bang-bang? Reza a lenda é um resultado espetacular! Ação/drama, roteiro preciso, sem muitas delongas, pontual, tópico. As interpretações estão a todo vapor e a trilha sonora é precisa, moderna, numa envoltura do público e personagens – todos eles – orgânica, fazendo a gente sentir o coração acelerar em cada ironia árida que

ABRE PRÉ VENDA DO LIVRO LUTE COMO UMA GORDA

No mês de Visibilidade à Luta Antigordofobia, a filósofa feminista Malu Jimenez, em parceria com a casa editorial Philos, lança a obra lute como uma gorda, que denuncia a patologização dos corpos gordos femininos O livro lute como uma gorda propõe desvendar o universo gordo na contemporaneidade, delatando como esses corpos são concebidos institucionalmente e como essas mulheres gordas se autopercebem, aceitam ou resistem à gordofobia.  “Quando um corpo não

Cine Olhar estreia com exibição  online e gratuita do filme “Fotografação” 

Sessão será seguida de debate com a curadora do projeto, Larissa Freitas Com estreia programada para a próxima sexta-feira (11), o Cine Olhar, que neste ano ocorre digitalmente por causa da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), traz a exibição gratuita do filme “Fotografação” e um debate com a curadora do projeto, Larissa Freitas. Para participar, as pessoas interessadas devem acessar o site do projeto (www.cineolhar.com.br) e fazer um rápido cadastro.

Setembro Amarelo & Sessão de Terapia, temp 04

por Brisa de Souza* Aproveitando a resenha da semana passada onde não trouxe o clássico do audiovisual que são longas ou curtas, hoje trago uma série; mais especificamente a quarta temporada da série “Sessão de Terapia”, até então dirigida por Selton Mello e agora também estrelada por ele, dando vida a Caio Barone, um analista recém-traumatizado pela morte da esposa e filha. Conheci essa temporada de “Sessão de Terapia” logo

Ìyálewà - "Não devo nada pro império."

por Brisa de Souza* Ontem (02 de setembro) a performance filmada “Ìyálewà” de Joana Marinho teve estreia no Instagram no “Encontro das Culturas de Asé” e por ser uma performance gravada eu pensei muito se caberia na coluna; mas se TV e cinema não são atuações editadas, o que mais seria, certo!? Para além dessa inquietação de “lugar”, Ìyálewà é, de fato, inquietante! Potente na sua configuração, roteiro e iluminação

O futuro é salgado e seco

por Brisa de Souza*  “Praia do Futuro” – logo de cara o letreiro do filme é neon, nos levando à uma estética punk, mesclada com uma trilha sonora interessante e envolvente. Pasmem, num filme que começa na solar Fortaleza, temos David Bowie passeando nos nossos ouvidos. Aliás, recomendo que assistam com fones de ouvido e absorvam o máximo de barulhos que o filme trás já que é um longa muito

curso online | corpos dissidentes: lugar e memória 

O que são corpos dissidentes e quais locais eles ocupam e estão autorizados a frequentar?  Com base nesta pergunta, sugerimos este curso sobre corpos considerados inadequados, a quem é negado o lugar e, por conseguinte, a memória. Ao negar lugar e memória a um corpo, nega-se a esse sujeito características fundamentais humanidade ou seja o que nos configura enquanto espécie, que vai se materializar em sociedade na violação dos direitos

PANDORAS inicia turnê virtual de circo feminista pelo interior do país 

Coletivo é formado por três artistas goianas e percorrerá 13 cidades dos estados de Goiás, Tocantins, mato Grosso do Sul e Bahia com exibições de espetáculos provocantes e ciclo de debates em parceria com organizações locais. A partir do próximo dia 05 de setembro o país conhecerá uma nova forma de promover circulação de artes cênicas com o coletivo Pandoras. Distante do eixo sul-sudeste, que concentra as iniciativas culturais com

Coletivo faz lives para aproximar população de debate por segurança íntima e cidadania

Caos.a convida especialistas para discutir temas inerentes ao direito internacional em lives-aulas gratuitas  Com lives-aulas todas semanas para discutir segurança íntima, cidadania e direito internacional, o coletivo caos.a reúne especialistas e comunicadores para discutir a perda dos direitos das mulheres no Brasil a partir do posicionamento do mesmo na Organização das Nações Unidas (ONU).  Usando uma linguagem simples e objetiva, atrelando pedagogia e política, o coletivo pretende criar debates públicos

Rasgacêro grava filme ‘ Um Boi Bem + Brasileiro’ e celebra 20 anos de carreira

Com direção de Rodrigo Robleño, espetáculo ganhou adaptação gravada em Poços de Caldas  Durante os dias 27 de julho a 02 de agosto, o Grupo Rasgacêro se desdobrou durante as gravações do primeiro filme de sua trajetória, que completa duas décadas dedicadas ao experimento e a criação neste no próximo ano. Com a participação de vários membros divididos entre equipe técnica, atores, figurantes, produção e direção, a gravação do premiado