Romântico, Pevirguladez lança clipe “Meu Par”, o segundo da “Trilogia do Amor”

Romântico, Pevirguladez lança clipe "Meu Par", o segundo da "Trilogia do Amor"

Clipe tem participação do soulman Aleh Ferreira e é parte do novo disco do músico

Parte do disco “Manual Prático da Malandragem – Vol.2”, o rapper carioca Pevirguladez lança agora o clipe “Meu Par”.  O vídeo, com direção de Higor Cabral é parte do projeto “Trilogia do Amor” que tem lançado um clipe por mês até o final do ano. A previsão de lançamento do novo álbum é para este ano ainda.

“É a segunda canção e representa aquele convite certeiro para um rolé 10/10 com a cremosa pelos lugares mais autênticos do Rio de Janeiro”, disse o músico.

O clipe tem roteiro assinado pelo próprio rapper e traz no elenco Nego Zu, Isabele Macedo e Danielle Bernardo, além de participação especial do soulman Aleh Ferreira. A produção musical é de Bruno Danton e a mixagem e masterização são do músico Luiz Café.

Deste disco,  Pevirguladez já lançou músicas e clipes como “Quero Juntar Minha Literatura com a Tua” e “Direito de Rimar”. O álbum trará também faixas que mesclam samba, funk, rock, forró e jaz. “Tudo misturado, porque este é meu jeito de fazer rap, que defino especificamente como Hip-Hop Malandro. O disco segue esta mesma linguagem, mas com diferentes sonoridades”, comentou.

Pevirguladez aposta em “Trilogia do Amor” em novo álbum (foto: Higor Cabral)

Pevírguladez e O Manual Prático da Malandragem – Vol. 2

Com vários anos de atuação no hip-hop brasileiro, Pevirguladez faz “hip-hop malandro”, em que mistura rap com samba, malandragem, literatura e outras sonoridades brasileiras para cantar as histórias dos subúrbios, seus personagens, alegrias e dramas. Além disso, o rapper é também educador.

Manual Prático de Malandragem – Vol. 2 , será lançado no segundo semestre de 2018 e conta com temáticas que falam de amor, sorte, direitos, missão e saudade. O álbum apresenta diversas participações como Carlos Dafé, Aleh Ferreira, Raphão Alafim, Dj Nato PK, Dj Nino, Wantuir Oliveira e Lu Fogaça. A direção musical deste disco ficou a cargo de Bruno Danton (El Efecto), tendo participação dos beatmakers Nave, Dario, Laudz, Ramonzin, Ariel Haller e Cabes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *