Escritora Jarid Arraes tem poema e foto incluídos em livro didático no Amapá

Escritora Jarid Arraes tem poema e foto incluídos em livro didático no Amapá

Escritos do poema “Beira” compõe material que ensina Língua Portuguesa aos estudantes

O poema “Beira”, da escritora Jarid Arraes, entrou em um livro didático de Língua Portuguesa no estado do Amapá. A autora comemorou o fato no Facebook, onde escreveu: “Posso dizer que venci na vida (e na literatura), porque hoje sou uma escritora (negra, uma escritora negra, de cabelão natural) com foto e poema num livro de Língua Portuguesa”, falou.

Os versos “que mulher periga / na linha encardida / da caixa parda”, do poema [que pode ser lido na íntegra aqui] faz parte das atividades dos estudantes, onde eles vão responder sobre figuras de linguagem, discutir sobre miscigenação, identidade racial, o que eles acham que a autora quis dizer no poema.

“Eles vão estudar sobre tudo mais de literário que eu também fiz tanto na escola, mas com poemas de poetas brancos, sempre poetas brancos, principalmente homens”, disse Jarid Arraes.

Na postagem ela contou também que nesta semana assinou vários contratos para incluir trechos de obras e fotos em livros didáticos de editoras. Nelas, entraram cordéis, poemas, o romance “As lendas de Dandara”, trechos do “Heroínas Negras Brasileiras” e fotos da autora.

“Fotos da minha cara ‘encardida perigando na linha da caixa parda’ e negra, com esse cabeção que eu deixei ser natural, com essas palavras que eu publico com consciência. Eu sei o significado disso e sempre vou compartilhar e comemorar, porque eu sei o quanto me custou não ter nenhuma cara como a minha nos livros didáticos. E nos tempos de hoje – que tempos difíceis – a minha própria cara chega até milhares de estudantes com caras tão parecidas com a minha”, declarou.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *