Jornalistas de periferia criam curso online para capacitar agentes culturais

“Autonomia e autogestão na comunicação” é o curso que será ministrado por Elizandra Souza e Jéssica Balbino

Já pensou em ter mais autonomia para gerir a própria carreira como artista e/ou agente cultural ?! Este curso ministrado pelas jornalistas e produtoras culturais Elizandra Souza e Jéssica Balbino tem como objetivo promover esta capacitação.

Com matérias teóricas, videoaulas e exercícios práticos sobre comunicação e ferramentas de autogestão, o curso online passa pela importância de uma boa apresentação,  da diferença entre assessoria de comunicação e produção, até atividades sobre como preparar um bom release e emplacá-lo na imprensa, como abordar jornalistas, como e quando investir em marketing online, entre outros temas.

O curso acontece totalmente online, tem cinco módulos e duração de seis semanas, com início no dia 18 de outubro e encerramento no dia 18 de dezembro, sendo aberto a todos os interessados, mas, voltado ao público de artistas, empreendedores e produtores culturais. O material fica disponível em uma plataforma digital e o aluno pode acessar conforme a própria rotina, além da possibilidade de baixar os textos e vídeos e estudar quando e onde quiser.

Curso aberto a todos interessados.

Serviço: Curso totalmente online

INSCRIÇÕES AQUI >> http://bit.ly/inscrevacomunica  <<

Curso sobre autonomia e autogestão é ministrado por Jéssica Balbino e Elizandra Souza

Sobre o curso

Movidas pela demanda em assessoria de imprensa e comunicação, as jornalistas pensaram no curso para atender os agentes culturais, a fim de capacitá-los e permitir com que acessem os meios de comunicação com autonomia, além de fornecer ferramentas para que possam autogerir a própria carreira com organização, precisão e eficácia.

Com mais de 10 anos de atuação na área da comunicação e produção cultural periférica, as jornalistas percebem a grande demanda em busca de serviços de assessoria de imprensa e também a carência de ferramentas, dicas e mecanismos para que os artistas possam se autogerir, permitindo com que a máquina siga girando.

Assim, unindo a vivência prática que possuem com as pesquisas acadêmicas, as jornalistas prepararam um material inédito e exclusivo para o curso, a partir de pesquisas e levantamentos feitos por elas mesmas, a fim de compartilhar este conhecimento.

No curso, segundo Elizandra Souza, que durante os últimos 10 anos respondeu pelo projeto da Agenda Cultural da Periferia em São Paulo, serão abordadas dicas de como escrever um release e enviá-lo à imprensa, como criar um bom mailing, como administrar a própria imagem enquanto artista.

“Enquanto fui editora da Agenda Cultural da Periferia, recebia muitos contatos, muitos grupos de raps, poetas, etc, que queriam ser publicados, mas não enviavam um material próprio para isso, dificultando meu trabalho como jornalista com tempo escasso e limitando as chances de aparecer e sair em uma publicação importante. Percebi que na verdade, todos têm como fazer isso, o que falta, muitas vezes, são dicas que fazem toda a diferença.  Por isso, elaboramos o curso, para ajuda-los nestas e em outras questões”, destacou.

A jornalista Jéssica Balbino, mestre em divulgação cultural pela Unicamp, também ministrará o curso. Atuando no mercado há 11 anos, tanto como repórter e editora, como assessora de imprensa e produtora cultural, ela comenta a urgência do curso. “Nesta trajetória como jornalista e atuando tanto em redações como em assessoria de imprensa, pude perceber e saber como é estar dos dois lados e isso me permite passar adiante este conhecimento. Recebo muito contato de muitos grupos e raps e muitos poetas que podem se autogerir com tranquilidade, bastam algumas dicas, algumas leituras e isso se torna prática do dia a dia. Por isso, unindo forças e conhecimento, montei com a Elizandra Souza este curso, que vem para somar no dia a dia dos agentes culturais da periferia”, completou.

O material disponibilizado para o curso é fruto de mais de uma década de pesquisa e atuação na área, trazendo materiais teóricos, dados científicos e informações de só quem vive, na prática, a comunicação, pode passar.

Curso terá 60 dias de duração e será totalmente online

EMENTA

Metodologia: Vídeos, filmes, textos, fóruns de debates, atividades online e produção textual. O material ficará disponível por 60 dias e você acessa dentro da sua rotina.

Duração: 60 dias (de 18 de outubro a 18 de dezembro)

Certificação: 60 horas

Valor: R$ 60,00 (à vista por depósito bancário ou Pagseguro)

INSCRIÇÕES AQUI >> http://bit.ly/inscrevacomunica  <<

MÓDULO 1
– A importância da comunicação
– Histórico da comunicação na periférica
– Das rádios comunitárias à autorrepresentação
– Assessoria de imprensa x Produção

MÓDULO 2
– Assessoria de imprensa: O que é? Como faz?
– Entendendo o processo
– O que eu mesmo posso fazer?
– Quando devo contratar um assessor?

MÓDULO 3
– Já entendi. E na prática?
– Como fazer um release?
– Como emplacar um release?
– Relacionamento com a imprensa
– Relações públicas e produção de eventos 

MÓDULO 4
– Eu sou meu produto. E agora?
– Impacto visual
– A importância da agenda e do mailing atualizados
– Devo fazer um clipping?
– Mídia kit x Press-kit

MÓDULO 5
– Mídias sociais
– Se é pra postar eu mesmo faço?!
– Quando e por que contratar um profissional
– Como vender seu produto e imagem através das mídias sociais

 

MÓDULO 6
– Conclusão e encerramento 

Curadoria e mediação:

 

Elizandra Souza
Elizandra Souza é jornalista formada em Comunicação Social pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (2010) e técnica em Comunicação Visual formada pela Etec Carlos de Campos (2014).

Atuou como editora e jornalista responsável na Agenda Cultural da Periferia na Ação Educativa (2007- 2017), onde recebeu o Prêmio Mídia Livre pelo Ministério da Cultura – Categoria Estadual Local (2009) e também locutora no Programa Agenda da Periferia na Rádio Heliópolis FM (2010-2017).

Foi assessora de imprensa das Capulanas Cia de Arte Negra, Noite de Tambores – Umoja e Festival WAPI.

Participou de diversos cursos no Sindicato dos Jornalistas Profissionais de São Paulo como Jornalismo Cultural, Redação Criativa, Redação Criativa Avançado, Assessoria de imprensa, Técnicas de entrevista jornalística,  e Memória, Perfil e Biografia Humana.

É ativista cultural há 16 anos com ênfase na difusão da Literatura Negra e Feminina nas periferias de São Paulo.  Escritora com os livros publicados Punga co- autoria Akins Kintê, Edições Toró ( 2007), Águas da cabaça (2012) e organizadora da antologia Pretextos de Mulheres Negras (2013) e Terra Fértil, de Jenyffer Nascimento (2014).

Idealizadora do evento Mjiba em Ação realizados no CEU Três Lagos nos anos de 2004,2005, 2012,2013 e 2014.

Participou do Festival Internacional de Poesia em Havana (Cuba) em 2016. Realiza cursos e oficinas sobre a visibilidade da Literatura Negra e Feminina.

 Jéssica Balbino
Jéssica Balbino é jornalista, mestre em comunicação e divulgação cultural pela unicamp criadora do projeto Margens, pesquisadora de hip-hop e literatura. Dirigiu o documentário “Pelas Margens”, sobre as mulheres na literatura marginal/periférica. Recebeu o prêmio Hip-Hop – Preto Ghóez, pelo livro reportagem “Hip-Hop – A Cultura Marginal”, concedido pelo Ministério da Cultura (Minc). Recebeu o título de imortal da Academia Poços-Caldense de Letras em 2017 e o prêmio Maiores e Melhores na categoria assessoria de imprensa em 2017.

Atualmente trabalha na própria empresa, Margens, onde faz assessoria de imprensa para projetos como Flipoços, Vitrolaria, Anná, Stillo Radical, Lâmia Brito, Letícia Brito, Débora Garcia, Mulheres em Travessia, Banda K2, Bagagem, Sarau das Pretas, Mel Duarte, Poetas Ambulantes, entre outros. Além disso, desenvolve roteiros de documentários e cria soluções criativas de comunicação para áreas culturais.

Atua também como produtora cultural, além de ser especializada em jornalismo literário/digital e comunitário. É repórter correspondente do site El Quinto Elemento, do Uruguai e do site Catraca Livre. Já foi editora do G1 e assessora de imprensa do Inquérito e vários outros projetos culturais e literários do grupo, como “Um Brinde” (premiado no Festival CurtAmazônia e no Caixa de Clips, na América Latina), Parada Poética, Polaroide Poética, entre outros. Gravou o videoclipe “Uma Só Voz” em Cuba em 2015.

É curadora de diferentes projetos no Sesc em SP e MG, no Itaú Cultural e também do Encontro de Hip-Hop e Arte da Periferia do Flipoços desde 2009.  Publicou os  livros Traficando Conhecimento (Aeroplano, 2010) e Hip-Hop: A Cultura Marginal (Independente, 2006), além de participar como coautora de diferentes obras vinculadas à literatura marginal e ao hip-hop. Jéssica Balbino também é membro dos coletivos militantes e ativistas Frente Nacional de Mulheres do Hip-Hop (FNMH2), Hip-Hop Mulher e Mjiba.

INSCRIÇÕES AQUI >> http://bit.ly/inscrevacomunica  <<

Curso terá 60 dias de duração e será totalmente online
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s