À luz de lampião, Slam da Guilhermina completa 5 anos com lançamento de antologia

Para abrir o calendário da competição de poesia falada deste ano, Slam da Guilhermina realiza edição no Sesc Belenzinho e em praça anexa ao metrô

Com quase 50 apresentações no currículo somente no último ano, o Slam da Guilhermina abre o calendário de 2017 com uma competição de poesia falada no Sesc Belenzinho na próxima quarta-feira (15) e na sexta-feira (17) realiza a primeira edição do ano, em praça pública, à luz e lampião, para comemorar 5 anos de existência em São Paulo, com lançamento da antologia “Slam da Guilhermina 3.0.  Nos dois encontros a entrada é gratuita.

O Slam da Guilhermina é a segunda competição de poesia falada criada no Brasil. Ele foi fundado pelo ator e gestor cultural Emerson Alcalde e é produzido por Rodrigo Motta, Cristina Assunção e Uiliam Chapéu há cinco anos e mensalmente centenas de pessoas se reúnem na praça anexa ao metrô Guilhermina- Esperança e iluminadas apenas por um lampião à gás – o símbolo do encontro – ouvem poesias. O público é composto por poetas, sarauzeiros, MCs, estudantes de escolas públicas do bairro e moradores das adjacências.

Durante a primeira edição do ano o Slam da Guilhermina vai lançar a terceira antologia, composta pelos vencedores do ano de 2015, que batalharam nos encontros. Além disso, haverá comemoração com bolo e refrigerante. É o quinto aniversário da segunda mais antiga e tradicional batalha de poesias da cidade.

O evento será dividido em dois momentos: roda livre e batalha. A roda livre acontece na abertura e os participantes que quiserem podem declamar, cantar, falar textos autorais ou não. No segundo momento, o slam ocorre. Com a característica mais competitiva, é dividido em três etapas, onde os poetas podem competir com textos de até 3 minutos de duração. Os poetas são avaliados por cinco jurados escolhidos no local, na hora. Ao final, será anunciado o primeiro slampião ou slampiã do ano.

Este foi o segundo a existir em São Paulo, inspirado pelo ZAP! Slam, que foi criado em 2008. Para além das edições mensais em espaço público e aberto, o Slam da Guilhermina participa de várias outras atividades em São Paulo. Segundo a produtora e apresentadora do encontro, Cristina Assunção, estas ações extras levam a modalidade de poesia e competição para o grande público, apresentando-lhes uma forma diferente de fala e escrita que ascende nas periferias brasileiras. “Levamos a batalha de poesias até outras pessoas, divulgando nosso novo ‘esporte’ e também a cultura do ‘spoken word’, como também é chamado o slam em outros países, que é a palavra falada em campeonato, em poesia”, disse.

Cristina Assunção fala sobre o aniversário do slam e o interescolar (foto: Rodrigo Matos)
Cristina Assunção fala sobre o aniversário do slam e o interescolar (foto: Rodrigo Matos)

Slam Interescolar
O Slam da Guilhermina é responsável também pelo Slam Interescolar, que ocorre em São Paulo desde 2015 e reúne estudantes de escolas públicas e privadas em duelos de poesia. Esta é uma forma de popularizar ainda mais a poesia falada e inserí-la no cotidiano dos estudantes para além competição mensal na praça anexa ao metrô e para as edições extras realizadas em Sescs, prefeituras, eventos literários e outros espaços.

A modalidade – com jovens alunos – foi pensada por Emerson Alcalde após conhece a força do movimento em Paris, na França, onde representou o Brasil no campeonato mundial de poesia em 2014, foi vice-campeão e conheceu melhor a competição entre escolas, com os estudantes torcendo freneticamente por seus pares, com cartazes representando a escola, muita torcida, barulho e o clima esportivo predominante.

“Nas escolas essas ações [spoken word] ganham um peso ainda maior, porque nelas nós fomentamos novos poetas, contribuímos para que crianças tenham amor à escrita e consequentemente à leitura, pois, somente escreve bem, quem bem lê. É muito gratificante ver crianças e adolescentes comprometidos com seu tempo e escrevendo para ele, revelando suas angústias e sonhos em forma de poema, nos faz acreditar que há um caminho para esperança nesse mundo caótico”, destacou Cristina.

Entenda o que é um slam
Os slams são campeonatos de poesia falada. Normalmente, os participantes têm até três minutos para apresentarem sua performance – uma poesia de autoria própria, sem adereços ou acompanhamento musical. Surgiu em Chicago, em 1984, através de um trabalhador da construção civil, Marc Kelly Smith. Atualmente no Brasil existem mais de 40 campeonatos de poesia espalhados em diferentes estados.

SERVIÇO
Slam da Guilhermina no Sesc Belenzinho
Quando:
Quarta-feira (15) às 20h
Onde: Sesc Belenzinho
Endereço: Rua Padre Adelino, 1.000
Ingresso: gratuito

Slam da Guilhermina – edição de 5 anos e lançamento do livro Slam da Guilhermina 3.0
Quando: sexta-feira (17) às 20h
Onde: Praça anexa à estação de metrô Guilhermina – Esperança (lado esquerdo ao sair da catraca)
Ingresso: gratuito

Informações:  Slam da Guilhermina 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s